CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Filme do Dia: Ricardo III - Um Ensaio (1996), Al Pacino

Ricardo III - Um Ensaio (Looking for Richard, EUA, 1996) Direção: Al Pacino. Rot.Adaptado: Al Pacino&Frederic Kimball, baseado em peça de Shakespeare. Fotografia: Stephen C. Confer, Jon Kranhouse & Richard Leacock. Música: Howard Shore. Montagem: Bill Anderson, Ned Bastille, Andre  Betz & Pasquale Buba. Com:  Al Pacino, Winona Ryder, Alec Baldwin, Kevin Spacey, Aidan Quinn, Estelle Parsons, F. Murray Abraham, Penelope Allen, Gordon MacDonald.
Sob o pretexto de realizar os preparativos para uma montagem de Ricardo III em Nova York, Pacino realiza um filme com vistas a tornar mais popular a peça de Shakespeare. A partir daí movimenta-se entre Nova York, Londres e a cidade natal de Shakespeare. Produção modesta em que a mistura de linguagens cinematográfica e teatral é um dos charmes desse semi-documentário no qual constantemente se cruzam três momentos diversos: os bastidores da preparação da peça com os atores lendo seus textos e a viagem de Pacino e seu co-roteirista à Inglaterra que tem como seu melhor momento quando conhecem a casa onde nasceu Shakespeare; depoimentos de personalidades ligadas ao mundo sheakespeariano como Peter Brook, Vanessa Redgrave, Kenneth Brannagh e John Guielgud e também de populares; e a própria encenação da peça. Não há como negar, no entanto, que esse terceiro momento - contando com a força dramática do texto sheakespeariano - é que acaba contando realmente no filme, sendo as cenas documentais quase sempre banais e forçadas como geralmente são, com raras exceções como a tocante declaração de um pedinte nova-iorquino, clamando contra a insensibilidade das pessoas no mundo atual e pedindo que Shakespeare seja ensinado nas escolas para procurar tornar esse um mundo mais digno. As três linhas narrativas acima referidas não são totalmente excludentes entre si e a narração muitas vezes passeia in off de um momento a outro como quando soma-se ao depoimento de Redgrave imagens da encenação ou é feito uma montagem alternada entre a leitura "branca" dos atores em uma sala e a encenação. Pacino também faz constantes referências ao tempo, através de imagens dentro de imagens registradas nos monitores onde está sendo efetuada a montagem. Embora o que se destaque mais no filme seja o próprio texto de Shakespeare não há como negar que tanto no prológo quanto no final Pacino explore bem imagens documentais de um garoto em uma quadra de basquete em câmera lenta e da trupe de atores  somada à grandiosidade do texto do bardo sobre o frágil equilíbrio que representa a vida. Texto extraído, por sinal, de A Tempestade. Movendo-se no mesmo campo de Pacino, Louis Malle conseguiu realizar um projeto mais bem sucedido, ainda que menos ousado, com Tio Vanya em Nova York, baseado em Tchecov. Fox Search Lights. 118 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário